ESPAÇO DE ENCONTRO E REFLEXÃO ENTRE CRISTÃOS HOMOSSEXUAIS em blog desde 03-06-2007
comentar
publicado por Riacho, em 11.04.11 às 22:21link do post | favorito

 

 

 

O Senhor renova-te. Deus não se afasta de ti. O Senhor vem ao teu encontro!

 


comentar
publicado por Riacho, em 03.04.10 às 19:18link do post | favorito

 

Seigneur tu gardes mon âme (Senhor, tu guardas a minha alma),

Ó Dieu, tu connais mon coeur (Ó Deus, tu conheces o meu coração),

Conduis-mois sur le chemin d'eternité (conduz-me por caminhos de eternidade)

Conduis-mois sur le chemin d'eternité (conduz-me por caminhos de eternidade).

 


comentar
publicado por Riacho, em 01.06.09 às 23:43link do post | favorito

 


comentar
publicado por Riacho, em 11.05.09 às 23:43link do post | favorito

 Can-ta-rei ao Se-nhor, en-quan-to vi-ver, lou-va-rei o meu Deus en-quan-to e-xis-tir. Ne-le en-con-tro a mi-nha alegria. Ne-le en-con-tro a mi-nha alegria.

 

 


comentar
publicado por Riacho, em 27.06.07 às 00:25link do post | favorito

 Oração em torno da cruz (Taizé)

Extracto da carta de Calcutá

Para Deus, todo o ser humano é sagrado. Cristo abriu os braços na cruz para juntar em Deus toda a humanidade. Se nos envia para transmitir o amor de Deus até aos confins da terra é antes de mais através de um diálogo de vida. Deus nunca nos pede para medir forças com aqueles que não o conhecem.

 

Muitos jovens através do mundo estão dispostos a tornar mais visível a unidade da família humana. Têm de enfrentar uma questão: como resistir à violência, às discriminações, como ultrapassar muros de ódio ou de indiferença? Esses muros existem entre povos, entre continentes, mas também ao nosso lado e até no interior do coração humano. Então, somos nós mesmos que temos de fazer uma escolha: escolher amar, escolher a esperança.

Os imensos problemas das nossas sociedades podem alimentar o derrotismo. Quando escolhemos amar, descobrimos um espaço de liberdade para criar um futuro para nós mesmos e para aqueles que nos são confiados.

 

Com poucos meios, Deus torna-nos criadores com ele, onde as circunstâncias não são favoráveis. Ir ao encontro do outro, por vezes de mãos vazias, escutar, tentar compreender; e eis que uma situação bloqueada se pode transformar.

 

Deus espera-nos naqueles que são mais pobres do que nós. «O que fizestes a um destes mais pequeninos, foi a mim que o fizestes.» [Mateus 25, 40]

 

No Norte e também no Sul, enormes desigualdades alimentam o medo diante do futuro. Alguns, com coragem, consagram as suas energias a modificar estruturas de injustiça.

 

Interroguemo-nos, todos nós, sobre o nosso modo de vida. Simplifiquemos a nossa existência. E encontraremos disponibilidade e abertura do coração para com os outros.

 

Para conheceres o resto da carta clica no link de Taizé ali no teu lado direito.

 

Boa quarta-feira.

 

Carlos 

sinto-me: meditativo

mais sobre nós
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


pesquisar
 
Website counter
blogs SAPO
subscrever feeds