ESPAÇO DE ENCONTRO E REFLEXÃO ENTRE CRISTÃOS HOMOSSEXUAIS em blog desde 03-06-2007
comentar
publicado por Riacho, em 28.11.12 às 22:14link do post | favorito

O ator veterano Morgan Freeman (trilogia “Batman”) é o narrador de um novo comercial a favor do casamento gay. O vídeo traz imagens de casais homossexuais, da Estátua da Liberdade e de Martin Luther King, um ícone na luta pela igualdade, enquanto Freeman, que já viveu Deus no cinema, diz que “Liberdade, justiça e dignidade humana sempre guiaram nossa jornada por uma união mais perfeita. Agora, por todo o país, nós estamos nos unindo para garantir o direito de gays e lésbicas se casarem com as pessoas que eles amam.”

Intitulado “O Início de um Novo Dia para o Casamento Igualitário”, o comercial é iniciativa da fundação Campanha pelos Direitos Humanos, que defende os direitos de gays, lésbicas e transgêneros nos EUA. O astro Brad Pitt (“A Árvore da Vida”) também endossa a iniciativa, e contribuiu recentemente com uma doação de U$S 100 mil dólares ao Fundo Nacional para Casamento, criado pela Campanha.

Freeman falou sobre o tema em uma entrevista realizada pela revista Newsweek. “Eu cresci no Sul, mas comecei a dançar com mais ou menos 20 anos quando eu saí da Força Aérea, e quando você estuda dança, você está rodeado de homossexuais o tempo todo”, disse. “Quando você os conhece, você precisa ter uma nova visão!”

O ator também narrou outra propaganda recente, em apoio à reeleição do presidente americano Barack Obama, que é favorável ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

.

Dawn of a New Day for Marriage Equality

 

(EUA, 2012)


Fonte: http://pipocamoderna.com.br/morgan-freeman-narra-comercial-a-favor-do-casamento-gay/218511



comentar
publicado por Riacho, em 16.11.12 às 23:13link do post | favorito

Jesus não é a favor da liberdade de expressão?

 

Peça de teatro com Jesus gay enfrenta processo por blasfémia na Grécia

O elenco e o produtor de uma peça de teatro na Grécia estão a enfrentar um processo judicial por acusação de blasfémia, na sequência de terem retratado Jesus Cristo como sendo homossexual.

Padres e grupos de direita, incluindo deputados do partido ultranacionalista Golden Dawn, realizaram protestos quase todos os dias nas últimas semanas em frente ao teatro que apresenta «Corpus Christi», levando ao cancelamento do espectáculo este mês.

O bispo Seraphim de Piraeus acusou a peça de «insultar a religião» e de «blasfémia maliciosa», abrindo um processo em tribunal contra os profissionais responsáveis.

Em reacção às acusações, o director da peça disse que estava surpreendido por os promotores escolherem persegui-lo em vez de se concentrarem nos sonegadores de impostos e outros acusados por levar a Grécia à beira da falência.

«O que eu vejo é que há pessoas que roubaram os cegos do país que não estão na cadeia e o promotor volta-se contra a arte», afirmou Laertis Vasiliou, da Albânia.

Ainda não há data marcada para o julgamento. Se for considerado culpado, Vasiliou, a par com outros réus, poderá ver aplicada uma pena de vários meses de prisão.

 

Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=602220

 

tags: , ,

comentar
publicado por Riacho, em 13.11.12 às 01:10link do post | favorito

Voltam as velhas ideias católicas da Idade Média!

 

Lideranças católicas ficam contrariadas com decisões dos Estados Unidos e da Europa

por Jarbas Aragão

 

Vaticano promete “guerra ao casamento gay”Vaticano promete “guerra ao casamento gay”

O jornal L’Osservatore Romano, principal publicação do Vaticano, publicou como matéria de capa os esforços que serão adotados pela Santa Sé para lutar, mesmo que sozinha, contra as iniciativas de conceder o reconhecimento legal de casais do mesmo sexo.

O ensinamento católico é que os homossexuais devem ser respeitados e tratados com dignidade, mas que seus atos são “intrinsecamente desordenados”. “Pode-se dizer que a igreja, pelo menos nesta frente de batalha, foi derrotada”, diz o L’Osservatore.

Em um comunicado paralelo, feito pelo porta-voz do Papa, à Rádio Vaticano, Federico Lombardi perguntou sarcasticamente por que os defensores do casamento entre homossexuais não pedem também o reconhecimento legal de casais poligâmicos. “Fica claro que, nos países ocidentais, existe uma tendência disseminada de modificar a visão histórica do casamento entre um homem e uma mulher. Ou mesmo de renunciar a ela, eliminando seu reconhecimento legal específico e privilegiado na comparação com outras formas de união”, disse o padre Lombardi.

O editorial de Lombardi na Rádio oficial da ICAR, transmitida para o mundo todo em cerca de 30 línguas, classificou as decisões como “míopes”, afirmando que “essa lógica não pode ter uma percepção de longo prazo visando o bem comum”.

As palavras de Lombardi tem muita força, considerando que além de porta-voz do Vaticano, é diretor da Rádio Vaticano e da Televisão do Vaticano. Ele afirmou ainda ser de “conhecimento público” que o “casamento monogâmico entre homem e mulher é uma conquista da civilização”.

A forte reação dos católicos é resultado das “conquistas” do movimento em diferentes partes do mundo. Três estados dos EUA aprovaram o casamento homossexual em referendos realizados junto com a eleição presidencial. Reeleito, Barack Obama já se disse favorável a esse reconhecimento que em breve deve ser legalizado em outros Estados americanos. Embora tenha parabenizado Obama pela reeleição, o Papa Bento XVI disse estar rezando para que os ideais de liberdade e justiça continuem a ser acolhidos no mundo.

Na mesma semana, a Espanha manteve a lei do casamento gay, e a França avançou com a legislação que promete legalizar o casamento gay no início do próximo ano. Contudo, no ambiente europeu cada vez mais liberal, não houve manifestações contrárias de vulto.

A reação da mídia do Vaticano deve ter repercussões imediatas dentro da Igreja Católica Romana. Ao que parece, a fortes reações indicam que seus líderes, prometeram “nunca parar de lutar contra as tentativas de “eliminar” o casamento heterossexual.

A Mídia do Vaticano insiste ainda que os católicos devem se esforçar nessa “luta corajosa para defender a doutrina da Igreja em face de ideologias politicamente corretas que tentam invadir todas as culturas do mundo”. “A Igreja é chamada a apresentar-se como o crítico solitário da modernidade”, disse Lombardi, ao enfatizar que os governos deveriam respeitar os valores essenciais defendidos pelo Vaticano, isso inclui a liberdade religiosa e a oposição ao aborto, eutanásia e outras questões classificadas como “pró-vida”. Traduzido do jornal The Australian.

 

http://noticias.gospelprime.com.br/vaticano-promete-guerra-ao-casamento-gay

 

 

 


comentar
publicado por Riacho, em 08.11.12 às 19:40link do post | favorito

A eleição foi história para o movimento gay americano. Por meio de iniciativas populares, três Estados - Maryland,Maine Washington - aprovaram o casamento entre homossexuais. Outra conquista veio em um quarto Estado,Minnesota, que rejeitou a proibição do casamento gay.

A informação é publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 08-11-2012.

É a primeira vez que o tema é aprovado pelo voto popular. Até então, o casamento entre pessoas do mesmo sexo havia sido permitido apenas por decisões judiciais ou por meio de aprovação de assembleias estaduais. Analistas deram crédito ao presidente Barack Obama, que antes da eleição expressou publicamente seu apoio ao casamento gay.

 

Fonte: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/515292-casamento-gay-e-aprovado-em-tres-estados-dos-eua


comentar
publicado por Riacho, em 07.11.12 às 23:35link do post | favorito
Casal homossexual beija-se durante a parada do Gay Pride 2011 na Praça da Bastilha em Paris
Casal homossexual beija-se durante a parada do Gay Pride 2011 na Praça da Bastilha em ParisFotografia © Reuters

O Governo socialista francês aprovou hoje a legislação sobre o casamento homossexual apesar das críticas da oposição conservadora e da Igreja Católica.

Mesmo com as críticas de mais de mil presidentes de câmara franceses e da Igreja Católica, o projeto de lei que autoriza o casamento e a adoção a casais homossexuais foi hoje aprovado pelo Conselho de Ministros, devendo ser analisado no Parlamento a partir de janeiro de 2013.

O casamento homossexual será "um progresso não só para alguns, mas para toda a sociedade", declarou o Presidente francês, François Hollande, no dceorrer do Conselho de Ministros. Uma das promessas da campanha do agoar chefe do Estado socialista antes das eleições incidia em aprovar o "casamento para todos" apesar de o país já permitir uniões civis entre pessoas do mesmo sexo, segundo a AFP. A ideia é agora dar os mesmos direitos dos casais heterossexuais aos casais homossexuais.

De acordo com os trâmites do Parlamento francês, o texto deve ser examinado e aprovado pela duas câmaras desta assembleia, a partir de janeiro, antes de poder entrar em vigor. Contudo, o projeto tem enfrentado numerosas críticas, uma vez que mais de mil autarcas assinaram uma petição contra esta mudança, segundo informou o site da BBC. Também ocorreram protestos em 75 cidades e a Igreja tambem já condenou o projeto de lei.

O Governo de Hollande pretende assim que a França se junte ao clube de países que já legalizaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, como sejam por exemplo Portugal, Espanha, Holanda, Bélgica ou Suécia.

 

Fonte: http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=2871643&seccao=Europa


comentar
publicado por Riacho, em 07.11.12 às 23:34link do post | favorito

O Tribunal Constitucional espanhol aprovou nesta terça-feira o casamento gay ao rejeitar um recurso apresentado em 2005 pelo agora governamental Partido Popular contra a lei aprovada durante o anterior governo socialista.

O Tribunal decidiu que a Lei do Casamento Homossexual é constitucional, legitimando assim uma legislação que permitiu a realização de cerca de 25 mil uniões entre pessoas do mesmo sexo desde sua aprovação em 2005 pelo governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero.

Segundo informaram fontes do Tribunal, a decisão foi adotada por oito votos a favor e três contra.

No recurso, o PP afirmava que a lei que regula o casamento entre pessoas do mesmo sexo desnaturalizava "a instituição básica do casamento", como foi entendido até agora, já que enfraquecia o artigo 32 da Constituição, que diz que "o homem e a mulher têm direito a contrair matrimônio com plena igualdade jurídica".

Logo após conhecer a decisão do Constitucional, o ministro da Justiça, Alberto Ruiz-Gallardón, assegurou que o governo acata a decisão que ampara a lei e que, por seu caráter vinculativo, não modificará a normativa vigente que regula a união de pessoas do mesmo sexo.

O titular de Justiça explicou que o recurso apresentado pelo PP na época nasceu da "dúvida" sobre se a união entre duas pessoas homossexuais "podia receber a denominação de casamento" e se estava de acordo com a Carta Magna do país.

Por sua parte, os coletivos homossexuais celebraram a decisão do Tribunal Constitucional e consideraram que "finalmente" se reconhece que todos os cidadãos, independentemente de sua orientação sexual, têm os mesmos direitos e os mesmos deveres.

A Federação Estatal de Lésbicas, Gays, Transexuais e Bissexuais (FELGTB) e a Confederação Espanhola de Associações de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (COLEGAS) se mostraram satisfeitas pela rejeição do recurso contra a lei, embora lamentem que tenha demorado "tanto tempo".

"Agora temos que encarar esta decisão sem dramatismos. Enterramos um doloso e oneroso recurso contra nossos direitos mais fundamentais e os de nossas famílias. Com a igualdade ganhamos todos", afirmou Rafael Moral, secretário-geral da COLEGAS.

Frente a estas reações de satisfação, o presidente do Fórum da Família, Benigno Blanco, ressaltou que a decisão do Tribunal Constitucional faz com que a confiança que "muitos espanhóis" têm na Carta Magna "perca pontos".

Em declarações à Efe, Blanco afirmou que o Fórum da Família vai continuar defendendo que esta lei é "injusta" e deve ser derrogada e substituída por outra que "restabeleça o casamento como instituição específica para o homem e a mulher".

Também não descartou a ideia de apresentar uma iniciativa legislativa popular contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, como já fez em 2005.

O presidente do governo, Mariano Rajoy, tinha dito hoje, antes de conhecer a decisão, que o PP só recorreu à lei do casamento homossexual pelo nome "casamento" e não por seus efeitos jurídicos "que não nos importavam". EFE

 

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI6281430-EI294,00-Tribunal+Constitucional+espanhol+aprova+casamento+gay.html


comentar
publicado por Riacho, em 06.11.12 às 21:56link do post | favorito

A revolução de mentalidades a partir do interior da Igreja Católica!

 

Foi impossível reunir a família inteira para a cerimónia que está a poucos momentos de se realizar. Mas Ivo e Hélder garantem ter na Conservatória do Registo Civil de Matosinhos as pessoas mais importantes. Ao fim de alguns anos de espera vão ver reconhecida na lei a vida conjugal que mantêm desde que se cruzaram pela primeira vez numa discoteca do Porto. Vão deixar de estar à margem. Pelo menos legalmente. Vão trocar alianças numa sexta-feira quente de Maio, vão assumir um compromisso de papel passado.

 

O almoço de casamento vai condizer com os baixos salários que Hélder traz de uma gasolineira e Ivo de uma pequena fábrica de congelados.

Uma festa de “pessoas humildes” num Porto quase rural e tradicional onde preconceito e desconfiança se cruzam constantemente.

“Ivo e Hélder | O casamento” debruça-se sobre a  conquista de igualdades num país de tradições que se tornou no oitavo a nível mundial a aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. E o primeiro onde os homossexuais podem casar mas não podem adotar uma criança.
A tradição e o desafio da novidade, a igualdade da lei e o estigma das práticas, que passou na SIC a 5 de Novembro, depois do Jornal da Noite.


Momentos de Mudança: a vida como um filme

===============================

Jornalistas: Cândida Pinto e João Nuno Assunção
Imagem: Jorge Pelicano

Edição de imagem: Marco Carrasqueira

Produção:João Nuno Assunção e Jorge Pelicano

Assistente de Produção: Inês Rueff

Grafismo: Alexandre Ferrada

Colorista: José Dias

Pós-produção áudio: Edgar Keats

Coordenação: Cândida Pinto

Diretor de Informação: Alcides Vieira

 


mais sobre nós
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30


pesquisar
 
Website counter
blogs SAPO
subscrever feeds